Home / Programa Troca de Resíduos Recicláveis em São José dos Pinhais / Programa Troca de Resíduos Recicláveis em São José dos Pinhais

Programa Troca de Resíduos Recicláveis em São José dos Pinhais

Programa  Troca de Resíduos Recicláveis  por mudas de Flores ou de Árvores de Espécies Nativas(decreto nº 1840/2007).
 
Programa Troca de Resíduos Recicláveis em São José dos Pinhais
Programa Troca de Resíduos Recicláveis em São José dos Pinhais
Todos sabemos que reciclar significa transformar objetos materiais usados em produtos novos para o consumo. Porém, mais do que isso, reciclar, além de preservar o meio ambiente também gera renda! Os materiais mais reciclados são o vidro, o alumínio, o papel e o plástico. Muitas empresas também reciclam materiais como uma maneira de diminuir os custos de produção de seus produtos. A reciclagem também ajuda a diminuir significativamente a poluição da água, do ar e do solo, ajudando a evitar cenas como essas:
 
Programa Troca de Resíduos Recicláveis em São José dos Pinhais
A reciclagem ajuda a diminuir significativamente a poluição da água, do ar e do solo, ajudando a evitar cenas como essas

 

Programa Troca de Resíduos Recicláveis em São José dos Pinhais
A reciclagem ajuda a diminuir significativamente a poluição da água, do ar e do solo, ajudando a evitar cenas como essas
Esta necessidade foi despertada pelas pessoas comuns e governantes, a partir do momento em que observou-se os grandes benefícios que a reciclagem representa para o nosso planeta.
Desde a década de 1980, a produção de embalagens e produtos descartáveis cresceu significativamente, assim como a produção de lixo, principalmente nos países industrializados. Muitos governos e ONGs (Organizações Não Governamentais) estão cobrando das indústrias atitudes responsáveis. Neste sentido, o desenvolvimento econômico deve estar aliado à preservação do meio ambiente. Atividades como campanhas de coleta seletiva de lixo e reciclagem de alumínio, plástico e papel, já são corriqueiras em várias cidades do mundo.
Outro importante benefício gerado pela reciclagem é a quantidade de novos empregos que ela gera. Nos grandes centros urbanos muitas pessoas sem emprego formal (com carteira registrada) estão buscando trabalho neste ramo e conseguindo renda para manterem suas famílias. Cooperativas de catadores de papel e alumínio, por exemplo, já são comuns nas cidades do Brasil.
Você sabia que o alumínio pode ser reciclado com um índice de reaproveitamento de aproximadamente 100%. Derretido, ele volta para as linhas de produção das indústrias de embalagens, reduzindo os custos para as empresas.
Várias campanhas de educação ambiental têm despertado a atenção para o problema do lixo nas cidades. Cada vez mais, os centros urbanos, com altos índices de crescimento da população, tem encontrado dificuldades em obter locais para instalarem depósitos de lixo (aterros).
Logo, a reciclagem mostra-se como uma solução viável do ponto de vista econômico, além de ser ambientalmente correta. Nas escolas, muitos alunos são orientados pelos educadores a separarem o lixo em suas casas. Outro fato interessante é que já é muito comum nos grandes condomínios residenciais a reciclagem do lixo.
Em regiões de zona rural a reciclagem também acontece. O lixo orgânico (sobras de vegetais, frutas, grãos e legumes) é utilizado na produção de adubo orgânico para ser usado na agricultura.
Se o ser humano souber utilizar os recursos que a natureza oferece, poderemos ter, muito em breve, um ambiente mais limpo e desenvolvido de forma sustentável.
O Programa Troca de Resíduos Recicláveis  por mudas de Flores ou de Árvores de Espécies Nativas tem por objetivo a conscientização da população de São José dos Pinhais para a necessidade de maximizar a reutilização e a reciclagem de resíduos sólidos domiciliares e a consequente redução do encaminhamento de resíduos para aterro sanitário.
 
Podem se beneficiar do Programa todas as pessoas físicas que comparecerem nos dias e locais agendados pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente.
 
A troca é realizada na Central de Triagem e Valorização de Resíduos Recicláveis situada na Rua Pedro Trevisan, 249 – Colônia Rio Grande. Telefone: (41) 3084-0480.
Horário: Das 08:00 às 15:30 (todas as quintas)
Taxa: Cada 2kg de resíduos recicláveis vale uma muda de flor ou árvore de espécie nativa disponível na data.
 
Programa Troca de Resíduos Recicláveis em São José dos Pinhais
Programa Troca de Resíduos Recicláveis em São José dos Pinhais
 
– Fica limitado por pessoa física, a cada troca semanal o peso de 50kg de (resíduos).
– O resíduo reciclável deve ser entregue lavado, limpo e seco;
– Este programa atende apenas o Lixo Domiciliar. Estabelecimentos comerciais e industriais são responsáveis por seus resíduos Lei Estadual 12493/99;
– O lixo tóxico não será trocado por flores e/ou árvores;
Curiosidade:
– Muitos produtos levam muitos anos para serem absorvidos pelo meio-ambiente, veja abaixo uma relação das substâncias e objetos e o tempo que elas levam para serem absorvidas no solo.
· Papel comum: de 2 a 4 semanas 
· Latas: 10 anos 
· Vidros: 4.000 anos 
· Tecidos: de 100 a 400 anos 
· Pontas de cigarros: de 10 a 20 anos 
· Couro: 30 anos 
· Embalagens de plástico: de 30 a 40 anos 
· Cordas de náilon: de 30 a 40 anos 
· Latas de alumínio: de 80 a 100 anos
 
Exemplo de reaproveitamento de materiais 100% recicláveis:
 
1 Kg de alumínio reciclado evita a extração de 5 Kg de bauxita ( minério bruto de onde se produz o alumínio). 
 
1 Kg de vidro quebrado (caco) gera 1 Kg de vidro novo. (uma tonelada do vidro reciclado, economiza 603 Kg de areia, 196 Kg de carbonato de sódio, 196 Kg de calcáreo. 
* Atenção ao descartar resíduos cortantes sempre embalar em caixas

 

Lista de materiais recicláveis e não-recicláveis (Imprima e cole próximo ao seu lixo)

PLÁSTICO

RECICLÁVEL NÃO RECICLÁVEL
Copos Embalagem Metalizada (Café e Salgadinho)
Garrafas Isopor e bandejas de isopor
Sacos/Sacolas Cabos de Panelas
Frascos de produtos Espuma
Embalagens Pet (Refrigerantes, Óleo, Vinagre,…) Bandejas de plástico
Canos e Tubos de PVC Acrílico
Caneta (Sem a tinta)
Tampas
Embalagens tipo Tupperware
Embalagens de produto de limpeza

Escova de dente

ESCOVA DE DENTE: É totalmente reciclável, das cerdas de nylon ao cabo de plástico, tudo pode ser encaminhado para a coleta seletiva. 

ISOPOR: É não reciclável? Depende, apesar de leve, o isopor é volumoso, o que encarece o transporte e diminui o interesse das empresas na reciclagem desse material. Descarte mais adequado: nas lixeiras vermelhas, junto ao plástico
SACO DE CIMENTO: Não é reciclável. O pó de dentro do saco de papel pode contaminar todo o ambiente onde é feita a reciclagem
Tempo para se decompor: o papel demora até 6 meses, mas o tempo de decomposição do cimento é indeterminado
Que males causa ao meio ambiente? Contaminação do solo e da água com resíduos de cimento
Descarte mais adequado: infelizmente, ainda não existe opção. Portanto, só o fato de não misturá-lo com outros produtos recicláveis, para não contaminá-los, já é uma boa escolha
 

PAPEL

RECICLÁVEL NÃO RECICLÁVEL
Jornais e Revistas Papéis Sanitários (papel higiênico)
Listas Telefônicas Papéis Plastificados
Papel Sulfite/Rascunho Papéis engordurados
Papel de Fax Etiquetas adesivas
Folhas de Caderno Papéis Parafinados
Formulários de Computador Papel carbono
Caixas em Geral (ondulado) Papel celofane
Aparas de Papel Guardanapos
Fotocópias Bitucas de Cigarros
Envelopes Fotografias
Rascunhos
Cartazes Velhos
Caixa de Pizza
Cartolinas e papel cartão
ROLHA: Não é reciclável. No Brasil, ainda não há programa para a reciclagem da cortiça, material natural extraído de uma árvore chamada sobrero
Tempo para se decompor: mais de 100 anos. Que males causa ao meio ambiente? Acúmulo de lixo 
Descarte mais adequado: doar para artesãos

VIDROS

RECICLÁVEL NÃO RECICLÁVEL
Potes de conservas Espelhos
Embalagens Boxes Temperados
Frascos de remédios vazios Louças
Copos Óculos
Cacos dos produtos citados Cerâmicas, porcelanas, pirex
Vidros Especiais (Tampa de forno e icro ondas) Tubos de TV e monitores
Garrafas Para-brisa de carros
LÂMPADA: Não é reciclável, já que a composição do vidro é diferente da tradicional, contendo pequenas partículas de metal.Tempo para se decompor: indeterminado (mais de 4 mil anos)
Que males causa ao meio ambiente? Contaminação do solo e da água com mercúrio e chumbo
Descarte mais adequado: encaminhamento a postos de coleta especializados
 
VIDRO DE MEDICAMENTO: É reciclável somente se for descontaminado antes. Por isso, deve ser coletado separadamente dos vidros comuns (não deve ser jogado na lixeira de cor verde)
Tempo para se decompor: 4 mil anos. Que males causa ao meio ambiente? Contaminação do solo e da água
Descarte mais adequado: encaminhamento a empresas que façam a descontaminação do frasco

METAL

RECICLÁVEL NÃO RECICLÁVEL
Tampinhas de Garrafas Clipes
Latas Grampos
Enlatados Esponja de Aço
Panelas sem cabo Aerossóis
Ferragens Latas de Verniz
Arames Latas de solventes Químicos
Chapas Latas de inseticidas
Canos
Pregos
Cobre
Embalagem de marmitex
Papel alumínio limpo
PILHAS: São recicláveis apenas a parte não contaminada por elementos tóxicos
Tempo para se decompor: entre 100 e 500 anos, sendo que os componentes tóxicos podem continuar no ambiente por tempo indeterminado
Que males causam ao meio ambiente? Poluição do solo e da água pelos componentes tóxicos
Descarte mais adequado: retorno aos estabelecimentos que as comercializam ou postos de coleta específicos para pilhas
 
MADEIRA: É reciclável? Ela não retorna a seu estado natural, mas pode ser submetida a um processo que dá origem a um material que poderá ser reutilizado como porta de armários, tampo de gaveta e móveis em geral
Tempo para se decompor: 13 anos (madeira pintada)
Descarte mais adequado: encaminhamento a postos de coleta especializados
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Veja também

Prefeito assina decreto que amplia o número de famílias beneficiadas pelo Armazém da Família

Atualmente 6.657 famílias estão cadastradas no Armazém da Família, com a alteração na Lei espera-se ...