Últimas notícias
Home / Área Rural de São José dos Pinhais / Caminho do Vinho, Colônia Muricy e Campina do Taquaral são destaques em SJP

Caminho do Vinho, Colônia Muricy e Campina do Taquaral são destaques em SJP

A cidade de São José dos Pinhais, tem 70% de sua área rural voltada para o turismo. A capacitação dos MEIs (Micro Empreendedores Individuais) no atendimento ao público e oferecimento de serviços são pontos fundamentais para que o Caminho do Vinho, a Colônia Muricy e a Campina do Taquaral tornem-se locais atrativos aos turistas. No Jornal Metropolitano desta semana, o secretário de Indústria Comércio e Turismo, Giam Carlo Celli, destacou o trabalho feito pela administração municipal.

“Somos o primeiro município do Paraná que cobriu praticamente toda a sua área rural com turismo. São 56 empreendimentos associados, entre restaurantes, chácaras de lazer e pesque-pagues. É uma área muito grande, com um trabalho para criar atrativos e fazer com que o produtor rural não deixe estas áreas e tira sua subsistência delas”, destacou o secretário de São José dos Pinhais.

No tradicional Caminho do Vinho, o turista conhece as vinícolas e têm outras atividades de lazer para passar o dia. Na Colônia Muricy, cafés coloniais, turismos católicos e diversas atrações. Ainda, no Circuito Rural Taquaral, contato direto com natureza relevante em fauna, flora e recursos hídricos, além de atrativos diversos, como vinícolas e cantinas com produtos artesanais, hortifrútis orgânicos e agropecuária, artesanato em palha, olarias, chácaras com infraestrutura para eventos, restaurantes e cafés.

“Chegar a uma área rural forte é um trabalho lento e de responsabilidade, porque você envolve pessoas que vão depender disso para sua subsistência. A procura é por destacar dentro da cidade estes roteiros e torná-los atrativos. No Caminho do Vinho, por exemplo, são mais de duas mil pessoas visitando nos finais de semana, então é um público muito importante, sendo 60% destas pessoas vindas de outras cidades”, afirmou o secretário.

De acordo com Celli, ajudar na capacitação do agricultor é um dos pontos de destaque. “Além da qualificação, é importante a formalização, que é a legalidade por meio de um alvará que é cedido para ele, por meio do MEI (Micro Empreendedor Indivivual). Cadastrando-se, ele tem o apoio do Sebrae para a gestão e atendimento aos clientes. Isso é importante, porque valoriza a qualidade do serviço”, salientou.

Comércio

Durante a entrevista, o secretário também ressaltou o trabalho voltado para o comércio de São José dos Pinhais. Ele acredita em um 2018 próspero. “Temos um comércio muito forte e os empresários conseguiram superar os últimos anos. Acredito que 208 será um divisor de águas para uma melhora”, afirmou, contando ainda sobre um novo projeto da administração municipal, que é o São José dos Pinhais Próspera. “É um Programa de desenvolvimento econômico, onde vamos criar um conselho com várias entidades da sociedade, para trazer para dentro da administração os anseios para melhorias. Parceria entre Associação Comercial, Câmara e Prefeitura. São três órgãos que gerenciam este processo. É um planejamento para os próximos 20, 30 anos, pensando no futuro”, completou.

Um dos grandes passos para isso é trabalhar na desburocratização do processo de instalação de comércios e empresas. “Não dá mais para demorar meses para se abrir uma empresa. Nosso objetivo é criar um cenário de desburocratização”, garantiu.

Tijolo Legal

Por fim, o secretário falou sobre o projeto Tijolo Legal, de apoio as olarias de São José dos Pinhais, grandes molas propulsoras da economia da cidade. “Somos um polo de cerâmica e nós queremos fortalecer isso em médio prazo. Indicativos são positivos para a construção civil, esperamos que esta venda cresça e ao mesmo tempo vamos criando condições para valorizar o setor. Pensamos em uma base sólida para a legalização destas olarias, gerando rendas e empregos”, concluiu.

Jornal Metropolitano

Apresentado por Elizangela Jubanski e Luiz Henrique de Oliveira, o Jornal Metropolitano vai ao ar todo domingo, a partir das 6h, na Rádio Banda B (AM 550), com repercussão também no Portal da Banda B. O programa é voltado as boas ações e pensamentos para o futuro da região metropolitana de Curitiba.

Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Veja também

Horário de verão termina no próximo domingo

Brasileiros das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste deverão atrasar seu relógio em uma hora, a ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.